Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

O FC Porto deslocou-se esta tarde para Olhão [sobre a deslocação poderá ler mais abaixo] para amanhã defrontar a Olhanense.
A Olhanense vem de dois excelentes jogos (apesar das duas derrotas) frente aos dois Sporting's. Primeiro, frente ao Sporting de Lisboa conseguiram estar em vantagem por 2-0, perdendo apenas por 3-2 com os leões (sportinguistas) a dar a volta.
Já com o Braga, perderam no último minuto com um golo de Alan.
Jesualdo Ferreira chamou Prediger, destacando assim o jogador na convocatória, pois é a primeira vez que é convocado.
A equipa deve ser a mesma que jogou frente ao Atlético, visto que, devido à brilhante exibição de Fucile, não deve sair do onze.

Os Dragões voam para Faro num avião que lhes custou 40 mil euros, com 48 lugares executivos, como jogos, cinema e internet.

Antevisão de Jesualdo Ferreira:


(Para comentar carregue na hiperligação "comentários" por cima do post, obrigado)

3 comentários:

dragao vila pouca disse...

Fundamental ganhar para acabar este ciclo difícil em beleza. O clube colocou ao dispor dos seus profissionais todas as condições para que eles possam render o máximo e ganhar.
É isso que todos esperamos frente a um adversário complicado, num jogo de características especiais.

Um abraço

AZUL DRAGÃO disse...

Jogo bem conseguido por parte do F.C.PORTO.
Vitória indiscutivelmente justa !

Abraço

Dragaopentacampeao disse...

É verdade que o futebol praticado pelo FC Porto nem sempre é vistoso e demolidor. Esta época ainda não fizemos qualquer jogo completo desse tipo.

Em Olhão voltamos a ver um FC Porto em momentos alternados de bom e mau futebol.

Sinceramente, não esperava outra coisa, face à constituição da equipa e ao desgaste competitivo a que foi sujeita frente ao Sporting e Atlético. Jesualdo bem que podia durante o jogo, principalmente na segunda parte, com o resultado em 0-2, ter dado oportunidades aos suplentes. Fazer substituições a dois ou três minutos do fim, são para mim, incompreensíveis. Só mesmo por impedimento físico.

Foi no entanto uma vitória tranquila porque chegamos relativamente cedo à vantagem, dando mostras de poder dilatar o marcador. Mesmo tendo passado por alguns calafrios numa altura em que a equipa se desligou, creio nunca ter estado em causa a vitória. Este foi um jogo que eu vi serenamente.

Muito dificilmente veremos o FC Porto a «esmagar» o adversário, por mais fraco que ele seja, porque os jogadores começam cedo a poupar-se.

Um abraço