Vencer a batalha Naval!


Começa amanha (para nós, visto que daqui a pouco Braga e Portimonense inaugurarão a Liga Zon Sagres) o campeonato. Jogos, leiam-se, importantes; Se bem que o último já foi de importância e nos trouxe alegrias. Estreamos-nos portanto no campeonato com uma visita à Naval 1º de Maio, na Figueira da Foz. A convocatória não foge muito à da Supertaça, com apenas uma alteração: a saída de Raul Meireles e a entrada de Guarin.. Está Meireles de saída?
Ausentes continuam Fucile, Walter (devido a problemas burocráticos), Castro, James Rodriguez (também ele devido a problemas burocráticos), Kieszek, Emídio Rafael, Tomás Costa (mas não tinha ele sido dispensado? Pelos vistos ainda se encontra no plantel...), Rúben Micael e Mariano, lesionado.

O meu onze? Eu apostaria em Beto na baliza (continuo a insistir no guarda-redes português, que na maior parte que das ocasiões em que vestiu o nosso equipamento demonstrou qualidades e, apesar de gostar de Helton, penso que era tempo de substituir o brasileiro, pelo menos na titularidade); Álvaro Pereira, Rolando, Maicon e Sereno; João Moutinho, Fernando e Belluschi; Varela, Falcao e Hulk; Isto num 4x3x3. Fartei-me hoje de defender em diversos 'espaços' azuis e brancos, inclusive aqui no blog, a continuidade de Ukra no principal plantel azul e branco, o que pode causar alguma confusão a quem ler este texto, visto que não está nos meus eleitos para o onze titular mas... Não tenciono que Ukra jogue os jogos todos e os jogos 'inteiros' mas que vá jogando uns 20, 30 minutos.

Com isto tudo, espero uma boa vitória frente à Naval, para entrarmos com o pé direito numa nova era.

16 comentários:

Tiago Araújo disse...

Temos o que é preciso para vencer este jogo e o campeonato, mas é cedo para deitar "foguetes".
Força FCP!

abraço

Azul dr disse...

Meu caro :

..." Mas a Supertaça já passou e agora começa a luta pelo grande objectivo da época "...

Ora , aqui está o que importa !


Um abraço

Anónimo disse...

Meu caro,

Se regressar a normalidade iremos no fim desta jornada ocupar o nosso lugar, o primeiro.

Abraço

P. Ungaro disse...

Temos Treinado ... e um comunicador por excelencia.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com

Anónimo disse...

caro gaspar os certificados do walter e do james ainda nao chegaram?! tantos milhoes gastos com estes grandes jogadores so me passa uma coisa pela cabeça é mesmo pelo atraso do certificado se nao acho q estes dois estavam na convocatoria...temos de encarar este jogo como se fosse um adversario directo tanto este como todos os outros com força ambiçao raça so com estes actores conseguimos calar estes jornalistas a super taça foi so um cheirinho ou melhor um aperitivo para o que aí vem....NOS SOMOS FCPORTO!!!!

Gaspar Lança disse...

Caro anónimo, não vejo outra razão para a ausência quer de James quer de Walter da lista de convocados.
No jogo anterior, para a Supertaça, tal se justificou com isso portanto neste penso que a justificação se mantém. Estas 'coisas' demoram, às vezes demais..
Obrigado a todos pelos comentários!

Tiago Araújo disse...

O post condiz com o clube!!!!
Batalha naval = Naval 1º de Maio

eheheheheheheh

Força FCP!

João Manuel Couto disse...

Nesta fase inicial das hostilidades o objectivo primeiro tem que ser a vitória na partida. O êxito final depende muito de não se perderem pontos nestas equipas.

Espero ver confirmados os aspectos positivos que já foi possível descortinar nesta gestão moderna de Villas Boas do Futebol Clube do Porto, estando certo que nenhum verdadeiro portista alguma vez esteja à espera do insucesso dos seu técnicos e dirigentes.

Anónimo disse...

Seremos bons hoje!

Anónimo disse...

na sportv

João Manuel Couto disse...

Veremos!

Dragus Invictus disse...

Logo espero que o nosso Porto entre com o pé direito, e que o Sr Paulo Batista faça uma boa arbitragem.

Vai ser um jogo complicado contra uma naval que tem jogadores da escola francesa muito bons tecnicamente e em posse...e agora treinados por um técnico francês.

A Naval se mantiver a linha da época transacta, é uma equipa de futebol positivo. Por isso o FC Porto pode aproveitar as fragilidades defensivas de uma naval que perdeu o esteio da defesa Diego Angelo.

Bom fim de semana para todos

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

Anónimo disse...

O FC Porto estreou-se na Liga com uma viagem à Figueira da Foz e uma vitória por 1-0 sobre a Naval. Boa exibição de Hulk, a marcar o penalty da vitória.

André Oliveira disse...

André Villas-Boas não mexeu em equipa que ganhou e repetiu o onze utilizado em Aveiro para a Supertaça, mas este sábado sentiu muitas dificuldades para vencer os figueirenses.

Na primeira parte, depois de escolher campo com vento a favor, a Naval conseguiu manter o jogo equilibrado e fica para o registo das polémicas uma queda de João Pedro na área, em disputa com Álvaro Pereira. O árbitro mandou seguir, sobraram os protestos nas bancadas.

No segundo tempo, o FC Porto aumentou a pressão e Hulk tentou de todas as maneiras. Aos 84, depois de uma mão de Jonathas a cortar a bola na área - lance que também merecerá repetições - Hulk deu então vantagem aos dragões.

Luis disse...

Gostei deste post, é à PORTO!
Não jogámos muito bem, mas não jogámos sozinhos. Os outros também são jogadores, e há que ter respeito pelo adversário, sabendo os jogadores do PORTO, que são melhores, e iam dar a volta ao jogo.
Como felizmente acabou por acontecer, questão de tempo.
Voltou o espírito PORTISTA!

Dragaoatento disse...

Para ser franco tinha esperanças de ver jogar uma equipa do FC Porto mais dominadora. O golo do FC Porto foi obtido na segunda parte (83 minutos) quase a acabar o jogo!
Dos primeiros 45 minutos, pouco há a salientar a não ser a ineficácia do futebol ofensivo dos Dragões. Já na segunda parte as coisas melhoraram um pouco mas continuou a confirmar-se a dificuldade dos jogadores Azuis e Brancos em ultrapassar, em penetrar na cerrada defensiva da Naval.
A Naval por seu turno começou o jogo dispondo as suas pedras sempre atrás da linha da bola, ou seja, colocou o AUTOCARRO em frente à sua baliza e tentou através dumas foguetadas conseguir marcar um golo que lhes permitisse alcançar a vitória para a sua equipa.
À equipa do FC Porto pelo seu lado começou por faltar velocidade, os avançados quase nunca conseguiram jogar em antecipação e não se desmarcando não conseguiram levar as jogadas a bom termo. Como resultado aconteceu que denunciando as jogadas permitiu quase sempre que o adversário anulasse o seu futebol ofensivo. Já se sabe que é muito difícil jogar contra equipas que se fecham bem (com muitos jogadores) e exploram o contra-ataque. Por conseguinte entendo que a equipa do FC Porto tem de começar os jogos entrando de rompante e tentar marcar logo na primeira parte do desafio a fim de ganhar confiança e desmantelar o AUTOCARRO dos adversários. Depois contra equipas que defendem com muita gente é muito importante rentabilizar os lances de bola parada e também chutar de meia distância, ou seja, do meio da rua como vulgarmente se diz (um tipo de lances que requer muito treino/repetição). Outra das lacunas onde é flagrante a ineficácia da equipa é nos cruzamentos. O Falcao quando salta em disputa com os centrais adversários raramente ganha um lance de cabeça.