Está ultrapassada mais uma batalha

Depois do autêntico lago em Coimbra e da neve em Viena, ambas as situações na época passada, ultrapassámos hoje mais um jogo no mínimo caricato. Disputado num campo de batatas, onde a relva em condições não existia, tivemos ainda de enfrentar uma equipa extremamente agressiva - algo que não é novidade, dado que a prestação da equipa vitoriana  foi uma autêntica fotocópia do jogo da Supertaça.

Só o facto de a nossa equipa ter saído inteira do Estádio D. Afonso Henriques já é meia vitória; não foi, é certo, um jogo particularmente bonito por parte da nossa formação, mas era difícil praticar melhor futebol com o Vitória a pressionar (e de que maneira...) os nossos jogadores.

Conseguimos estrear-nos, como é habitual, com uma vitória e temos já uma vantagem (insignificante, por razões óbvias) sobre os nosso principais rivais. O primeiro lugar da tabela espera-nos e esperemos que na próxima jornada já possamos, ainda que em eventual igualdade pontual com outra formação, figurar no topo.

2 comentários:

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem alcançamos uma importante vitória na cidade Berço.

É um campo difícil, onde na época transacta perdemos 2 pontos.

O Vitória jogou com muita agressividade, muitas das vezes à margem da lei, e Olegário permitiu as entradas sucessivas, uma delas a pés juntos, o que dá punição para vermelho directo.

O penalti existe, por muito que custe aos jogadores do Vitória. Existe a gravata em Sapunaru, que ao ver-se agarrado nas barbas do árbitro deixa-se cair ... e bem.

O FC Porto não fez um grande jogo, muito à semelhança da primeira jornada da época passada. Ainda falta afinar muita coisa, e definir rapidamente quem sai ou quem quer sair e coloca-los de lado.

Otamendi na minha opinião foi o melhor em campo. Foi um esteio na defesa e um autêntico bombeiro que acudiu a todos os fogos. Helton também rubricou mais uma excelente exibição.

Rolando, Souza, Sapunaru, Hulk e Moutinho também rubricaram uma boa exibição.
Varela está a melhorar.
Fucile tem de ser mais consciente, a temporizar quando deve ou não atacar.
Kléber pela negativa, sente a pressão e falhou golos "feitos".

Excelente o apoio do público portista em Guimarães, incansáveis no apoio à equipa.

Última nota para as declarações de Falcao, que era o jogador do qual eu menos esperava tais afirmações de desrespeito com o clube.

Falcao além da valia como atleta sempre me pareceu inteligente, mas o dinheiro mexe com as pessoas.

Mas o que não entendo é a burrice. Um jogador nomeado pela UEFA para melhor do ano, melhor marcador da Liga Europa tem como maior ambição jogar no modesto Atlético de Madrid. Falcao merece jogar num clube que lhe permita ganhar títulos internacionais e não o clubes de terceira linha no futebol europeu.

Segundo se pode ler na página do facebook do jornalista TSF João Ricardo Pateiro, Falcao quer mesmo sair e foi falar à zona mista sem autorização do clube.

Mas o que me deixou mesmo FODIDO, foi ele dizer que o Atlético de Madrid tem grandes adeptos e seria uma grande oportunidade para a sua carreira.... oportunidade só se for para ganhar dinheiro!!!

É certo que Falcao abriu a porta de saída ontem, e espero que vá mesmo pelos 45 milhões.. sem descontos e prestações.

E se fizer birra, veste coletes a época toda e corre à volta do campo.

Abraço e boa semana

Paulo

pronunciadodragao.blogspot.com

Dragaopentacampeao disse...

Exibição cinzenta, talvez a pior desta ainda curta época (pré-época incluída).

Muita lentidão, pouco esclarecimento, pouca intensidade, pouca imaginação e sobretudo demasiadas baldas defensivas. A sorte foi o desaproveitamento alheio.

Salvaram-se alguns fogachos do Hulk e a enorme concentração de Helton.

Vai ser necessário muito trabalho e empenho para fazer as correcções necessárias, no sentido de devolver à equipa o bom futebol a que nos habituou. Matéria prima não falta e mesmo que alguns dos jogadores mais cobiçados saiam outros cumprirão as suas missões. Queremos voltar a ser campeões.

O primeiro passo foi dado ontem com a vitória em Guimarães, onde a época passada empatamos.

Um abraço