Incrível ajuda a resolver primeiro jogo no Dragão

Não se esperava um jogo fácil, em função do que a equipa de Barcelos havia mostrado ser capaz de fazer aquando do jogo da primeira jornada, e não foi de todo.

O Gil Vicente marcou mesmo primeiro, por grande penalidade, depois de Sapunaru ter perdido a bola perto do meio-campo e Otamendi ter corrido até à grande área onde rasteirou o jogador do Gil Vicente e ter arriscado o vermelho direto. Sete minutos depois houve nova grande penalidade indiscutível, desta feita na grande área contrária, e o incrível encarregou-se de igualar o jogo, com sucesso. O resultado não agradava e desde logo tentámos fazer a reviravolta e colocarmos-nos, pela primeira vez este ano, em vantagem em pleno Dragão. Não demorou e aos dezasseis minutos Sapunaru marcou o segundo do encontro; o resultado não mais se alteraria ao intervalo e Hulk voltou a marcar, desta feita ao quinquagésimo minuto - e que golo!

Resumindo, acabámos por conseguir um bom resultado contra uma equipa que já mostrou ser capaz de ser superior a algumas que por esta divisão andam, mas não me convenceu. Ainda temos muito que trabalhar se queremos voltar às grandes exibições e não tenho dúvidas de que tal irá acontecer, o problema é quando (pois, e lembro, defrontamos já na próxima sexta-feira o Barcelona...).

Sem falar de possíveis transferências, porque conto com os que cá estão, Álvaro Pereira faz muita falta no onze inicial. James Rodríguez faz, também ele e especialmente neste momento em que Varela não está - definitivamente - no seu melhor, longe disso, igualmente falta na equipa titular e Walter não serve para segundo avançado. Quem vende Rúben Micael tem de vender o Walter. Ao contrário de muitos acho que o Kléber tem bastante qualidade e já o mostrou, inclusive ontem, pelo que deve continuar a ser a aposta para a titularidade lá na frente.

É esperar algumas melhorias e um bom jogo contra o Barcelona.

4 comentários:

Artigosonline/ana disse...

Boas,
O jogo não foi fácil, tal como eu esperava. E não foi fácil porque o Gil Vicente tem uma boa equipa, que vinha super motivada. Para além disso o FC Porto jogou o primeiro tempo numa ansiedade que não ajudou nada. Terá essa ansiedade alguma coisa a ver com a saída de Falcao? Não sei, talvez sim, talvez não, o que eu sei é que na próxima semana os jogadores não podem facilitar, a defesa tem de estar concentrada, porque o Barça não brinca em serviço. Mas isso fica para depois, agora este jogo. Foi mais uma vitória, mas sem brilho quase nenhum. O segundo tempo foi um pouco melhor que o primeiro, e por isso gostei um pouco mais da segunda parte que da primeira. Acredito que o FC Porto vai estabilizar com o fecho do mercado e que nessa altura as ideias do treinador já vão ser postas em prática. Mais uma vez o melhor foi o resultado e a consequente soma dos três pontos.

Notas:
Bem Hulk, o Brasileiro marcou dois golos e mais uma vez, na minha opinião, levou a equipa às costas.

Não tão bem Varela, precisa de estar mais concentrado.

Muito bem o público do Dragão a apoiar sempre a equipa, mesmo com um jogo fraquinho.

Muito bem Vítor Pereira na resposta a Jorge Jesus!

Cumprimentos

Ana Andrade

www.portistaacemporcento.blogspot.com
www.artigosonlineanaandrade.blogspot.com

r.m.silva da costa disse...

Talvez o Real Madrid, em Espanha, me pareça neste início de temporada com a preparação mais avançada em relação ao que normalmente acontece a todas as equipas quando começa o campeonato. Por ex., o Barcelona, apesar de ter ganho ao Mourinho, ainda não está ao nível, nem os jogadores, que mostraram na época anterior.

Sem querer desculpar a exibição a que assisti no Dragão do FC Porto, que esteve longe de agradar aos 45 000 que lá foram, não é nenhuma anormalidade porque é um fenómeno típico dos primeiros jogos em competição.

Por isso, não havendo para já danos a lamentar, já cá cantam seis pontos na caixa, vamos lá ter calminha, confiar em quem não nos tem deixado mal e, pelos menos aos crentes, que rezem uma oraçãozinha para que não surja por aí um Libras Boas a arrotar rublos, petrodólares ou barris de crude, e nos pape a mente de um João Messinho ou precise de um Palito para retirar dos dentes algum pedaço de bife mal assado.

Abraço.

P. Ungaro disse...

Boas,

O jogo não foi um primor futebolistico, a equipa ainda está "perra", não podemos esquecer que estamos a começar e com os jogos o entrosamento vai acontecer e a qualidade do futebol tambem.
O que realmente interessa são 2 jogos 6 pontos !!!

Um abraço e bom fim de semana

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

Miguel Lima (Penta1975) disse...

caríssimo,

uma das questões do momento é a da extensão do mercado de transferências. esta indefinição no nosso plantel (que não é caso único) até final de Agosto faz com que Vítor Pereira não tenha muitas escolhas. o caso do "Palito" é paradigmático: houve quem alegasse que estava em condições físicas para alinhar de início na partida mas devido a uma possível transferência alinhou de início... no banco.
eu acho uma situação plausível. aconteceu com o Falcao...


«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs! ;)

Miguel | Tomo II