Empate no clássico do Dragão

Era o primeiro clássico da época e - depois de no ano passado termos construído boas memórias - queríamos voltar a triunfar em pleno Dragão.

Não se esperava um jogo fácil mas desde cedo se observou que o jogo era completamente dominado pela nossa equipa, pelo que o golo de Kléber já perto do final da primeira parte veio a favor da corrente.

Se na primeira parte tínhamos o jogo completamente controlado, no segundo tempo começámos por sofrer o golo que trazia, de novo, a igualdade. A resposta não tardou e Otamendi foi o responsável pelo regresso à liderança no marcador mas... A equipa adormeceu. E se na primeira parte não conseguimos marcar rapidamente o primeiro golo, na segunda parte deixámos de produzir jogadas de e com perigo durante largos minutos, o que acabaria por resultar num novo golo dos visitantes. O resultado não mais se alteraria e assim ficava o clássico, empatado.

Não é e nunca será um mau resultado empatar com os maiores rivais, mas em pleno Dragão não seria demasiado exigir uma vitória porque - feitas as contas - continuaremos empatados no primeiro lugar, se bem que com mais um golo marcado.

O próximo jogo está agendado para a próxima quarta-feira, em São Petersburgo frente ao Zenit, às 17horas portuguesas, e há que continuar o bom momento na Champions.

7 comentários:

r.m.silva da costa disse...

Quando ao mau resultado se junta uma exibição tão incompreensível (para nós, adeptos), com ontem à noite aconteceu no Estádio Mais Belo da Europa o FC Porto fazer, é caso para concluir que preocupa menos o empate contra o rival lisboeta do que a incapacidade evidenciada pela equipa, incluindo o treinador, para vencer o jogo.

Bom fim de semana.

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

O resultado de ontem sabe a derrota.

Depois de uma primeira parte bem conseguida, mas sem eficácia atacante, na segunda parte voltamos ao nível exibicional de Aveiro.

Está bem que o Benfica teve sorte em obter o golo na entrada do segundo tempo, mas também é verdade que foi muito por inépcia nossa.

Vítor Pereira deu a entender que só temos pernas para meio tempo ... bem isto é preocupante.
Não temos capacidade para gerir o jogo depois de estarmos em vantagem, falta-nos qualquer coisa, e não é só o alegado fantasma Falcao.

Kléber é a segunda partida consecutiva que sai ao intervalo, por problemas físicos. Walter não tem ritmo competitivo, Iturbe não é convocado, e ontem Hulk não devia estar a 100% fisicamente, pois Hulk de cansaço não padece ... tem pulmão para 90 minutos ou mais.

Assim na segunda parte o Porto eclipsou-se. Varela e Hulk deixaram de desequilibrar, e a partir do momento que VP retira Guarin, e o Benfica coloca Bruno César, perdemos o controlo do miolo, e o golo do empate encarnado advinhava-se...e aconteceu.

Destaques individuais para Otamendi e Guarin os melhores em campo. Fernando e Moutinho também cumpriram e trabalharam imenso.

Espero que a equipa técnica consiga recuperar fisicamente a equipa, e que estabilize na escolha do motor de qualquer conjunto, que é o seu meio-campo. Defour de titular e opção regular, passa a não utilizado.

Os adeptos que se deslocaram ao Dragão e que apoiaram a equipa não mereciam este resultado. A equipa tem de puxar pelo público também.

Abraço e bom fim de semana

Paulo

pronunciadodragao.blogspot.com

David J. Pereira disse...

Boas!

Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

http://davidjosepereira.blogspot.com/

Saudosos cumprimentos!

Dragaopentacampeao disse...

Mais uma exibição de duas faces, o que começa a ser preocupante. A equipa demonstra não ter pernas para manter o ritmo e a intensidade do jogo durante os noventa minutos.

Primeira parte de muito bom nível onde só faltou eficácia no remate. Aquela perdida de Fucile é, no mínimo, exasperante. Dominamos, controlamos e merecíamos sair para o intervalo com um resultado mais confortável.

Depois, voltamos às exibições cinzentas, sem chama, com muitas bolas perdidas, alguma desconcentração e deitamos tudo a perder.

Apesar da influência negativa da arbitragem, que amarelou os nossos jogadores sem qualquer critério e ainda perdoou a expulsão ao Cagozo, considero que devemos a perda de dois pontos a nós próprios.

A equipa necessita sobretudo e uma preparação física adequada para ser capaz de aguentar todo o jogo em bom nível.

Um abraço

Artigosonline/ana disse...

Boas,
Ponto prévio, o FC Porto entra em todos os jogos para ganhar, e os clássicos não são excepção, por isso o empate soube a pouco. Não estava de todo à espera que se repetisse o 5 – 0 da época passada, porque não há jogos iguais, mas esperava que o FC Porto ganhasse. Gostei do FC Porto, principalmente na primeira parte, e gostei da capacidade de reacção ao golo do empate, só lamento aqueles minutos menos positivos no segundo tempo que o Benfica aproveitou. Percebo o que queria fazer Vítor Pereira ao retirar Guarin e no seu lugar colocar Belluschi, mas penso que não deveria ter sido o argentino a entrar e sim o belga Defour. Volto a repetir, gostei do jogo, o problema foram os minutos menos bons do FC Porto, facilitaram demasiado e creio que é aí que tem de haver correcções, não podem dar margem para o adversário fazer o seu jogo. Ainda estamos numa fase inicial da época e a equipa ainda tem muito a melhorar, eu acredito que mais uns jogos e a equipa cometerá cada vez menos erros. A verdade é que neste jogo o FC Porto voltou a perder dois pontos. Quanto à arbitragem, devo dizer que não percebi o amarelo a Fucile e o do Álvaro Pereira também me pareceu um tanto ou quanto estranho, tal como o amarelo a Otamendi e a Fernando. Vale a pena perceber que só Rolando não viu amarelo na defesa. De positivo à a salientar o bom ambiente nas bancadas e o facto do jogo ter sido antecedido por um ambiente pacífico, o que é sempre positivo, porque é assim que o futebol deve ser, deve haver rivalidades, mas sem violência.

Força FC Porto!

Cumprimentos

Ana Andrade

www.portistaacemporcento.blogspot.com
www.artigosonlineanaandrade.blogspot.com

Armando Pinto disse...

Hoje e por enquanto nem me apetece comentar... Passo aqui só para dizer que li e acompanho, como sempre.

Abraço.

David Pinto Faria disse...

Digam o que quiserem, mas eu não retiro o que sempre disse, o V.P. não tem estofo para o FCP... Rua com ele e com os jogadores que não querem jogar no PORTO como: Fucile, Fernando, Varela... Souza na segunda parte em vez do James? Por alma de quem? E o Defour não tem lugar neste meio-campo? Só 1 Ponta de lança inscrito na Champions? Porque? Djalma inscrito? é de rir...Com estes 3 ultimos jogos, ficamos claramente com a nossa imagem danificada, depois da vergonha do empate em casa com os mouros, agora isto...UMA VERGONHA! e já agora Danny Fode-te mouro de merda!