Magnífico, Magistral, Sensacional, Soberbo, Genial!

Se os adjectivos brilhante, magistral, soberbo, magnífico e genial existem, é hoje que se devem utilizar.
Todos eles servem para caracterizar a nossa exibição desta noite, no clássico.

Uma exibição que estende, por assim dizer, o nosso nível ao longo de toda a época.
Um clássico é um clássico, e independentemente da posição das duas equipas em questão na tabela, espera-se sempre um grande jogo. Qualquer equipa pode sair vencedora, ou não fizessem elas parte dos chamados 'Grandes'.

A equipa correspondeu, e muito bem, às expectativas. O resultado é, por todos, sabido. 5-0. Um resultado que ficará, certamente, para a história, pelas melhores razões.

12 comentários:

Luis disse...

À Porto, e chegou!

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem fizemos um jogo fantástico, épico, pleno de garra e ambição só ao alcance dos grandes campeões.

Foi um grito de revolta de uma equipa, que na época passada perdeu nos túneis o que deveria ter vencido no campo.

Jorge Jesus o auto denominado "mestre da táctica", teve muito medo do FC Porto, foi cagão, e armou uma táctica para tentar parar Hulk. Nem as equipas mais fracas que já passaram pelo Dragão caíram nesse erro ... pois não se consegue parar o que é imparável!

Os nossos jogadores levam todos nota máxima.
Todavia saliento Sapunaru que secou por completo o melhor jogador do Benfica, Coentrão.

Hulk e Falcao evidenciaram-se pelos golos, mas esta foi uma vitória de um colectivo fantástico.

Esta vitória épica ficará para sempre gravada nas páginas da nossa história.

ARREPIANTE a coreografia nas bancadas, e o ambiente do jogo ... lindo!

De morrer a rir o episódio da galinha :)
Abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

Dragaopentacampeao disse...

Finalmente o FC Porto encontrou um treinador ambicioso e ávido, que não se contenta com o 1-0 da ordem, tem vontade e não tem medo de golear sem dó nem piedade. Que diferença...

Foi um jogo quase perfeito em que a raça e o espírito ganhador, galvanizaram os entusiastas adeptos portistas que também deram um espectáculo de cor e imaginação. Lindo!

Esta equipa demonstrou inequivocamente a grande diferença entre a qualidade do seu futebol sério, honesto, muito técnico e competente face ao do campeão dos túneis, enfatizado pela CS alienada e protegido despudoradamente pelo colinho dos árbitros e dos orgãos da Liga (foi assim que conseguiram todos os últimos títulos).

Termino com uma palavra de revolta, pela actuação do MAI. Vergonha e estupidez é o que me ocorre para classificar o aparato policial em redor deste encontro. Esta é no fundo a imagem da desorientação de um governo incompetente, liderado por proxenetas e vigaristas da pior espécie, que se governam à custa de um povo demasiado pacífico.

Um abraço

dragao vila pouca disse...

Uma noite inesquecível, mas que ninguém se atreva a dizer irrepetível.

Um Porto Vintage, de qualidade superior, proporcionou uma noite mágica, da mais bela Ópera. Um maestro precocemente genial, dirigiu vários tenores extraordinários e juntos formaram um conjunto brilhante, que nos deixou a rebentar de orgulho Dragão.

Felizmente, sou um dos que pode dizer: estive lá!

Cumprimentos

P. Ungaro disse...

Inesquecivel ... é a unica palavra que posso utilizar para exprimir o que me vai na alma.
Depois dos 5 que fomos lá espetar no tempo do Oliveira estes 5 vão ficar nos anais da historia.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

Tiago Araújo disse...

Espectacular.
Gaspar, faço as tuas palavras as minhas.

abraço

http://campeoesfcporto.blogspot.com

Anónimo disse...

Dia histórico ontem há noite. grande ambiente.

rui santos

Anónimo disse...

FCP|

r.m.silva da costa disse...

Já perdi a conta aos memoráveis momentos que já levo na minha vida de adepto apaixonado do Futebol Clube do Porto.

O de ontem, no Dragão fica com um dos mais sentidos e fortes por que já passei desde 27 de Maio de 1987, quando, no Estádio do Prater, em Viena, "ajoelhei" e agradeci a Alá, o golo de Madjer.

Foi uma exibição a rondar a perfeição, com 14 extraordinários executantes que, com as suas fantásticas prestações individuais produziram um colectivo pouco visto, não só em Portugal como em outra parte do mundo!

Anónimo disse...

sensacional!

P. Ungaro disse...

Na minha opinião foi um jogo QB, no entanto o campeonato é uma prova de resistencia e não de velocidade. Como diz e bem o AVB não vamos ganhar todos os jogos por 5-0 ...
O mais importante é que continuamos embalados e com excelentes resultados.

Um abraço e boa semana

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

AZUL DRAGÃO disse...

..."Segue-se a visita a Alvalade"...


É isso meu caro e, se o Porto jogar à Porto é para ganhar !


Um abraço