E tudo o Mónaco levou

A ligação entre o Futebol Clube do Porto e o AS Mónaco é inegável. Mas, se até à data o nome do clube francês seria (por nós, portistas) principalmente associado à final da Liga dos Campeões de 2003/2004, que terminou com um inesquecível triunfo azul e branco por 3-0, a partir de hoje, vinte e quatro de maio de 2013, a relação entre os dois clubes sobe a um outro patamar.

Tudo porque, de um momento para o outro, um milionário russo investe no clube monegasco, acabado de regressar ao principal escalão do futebol gaulês, e decide vir às compras a Portugal.

E se, no final da época de 2003/2004, foi o Chelsea quem assumiu o papel de principal investidor no Futebol Clube do Porto, desta feita foi o Monaco quem, de uma só vez, colocou 70(!) milhões de euros nos nossos cofres, ao adquirir os passes de James Rodríguez (por 45M) e João Moutinho (25M).

É fácil de concluir o porquê de uma diferença tão grande no valor de venda/compra dos dois jogadores, assim como é obrigatório reconhecer que era uma oferta irrecusável. Enquanto clube português, que atua num campeonato onde o poder económico fica muito aquém do dos países 'concorrentes', é impossível, repito, impossível, recusar-se sequer 40 milhões de euros por um jogador, quanto mais 70 por dois.

A partir daqui, e enquanto adeptos azuis e brancos, teríamos todos os motivos para ficar preocupados, não fosse o historial que nos pode contradizer: ao longo das últimas épocas e sem excepção, acabámos sempre por adquirir jogadores de igual ou maior valor (a nível de jogo e também monetário), pelo que, com o benefício de, ao contrário das vendas de Falcao e Hulk (tratadas nos últimos dias do mercado, já muito perto de setembro), estão reunidos todos os factores para reforçarmos ainda melhor o nosso plantel.

Continua...

2 comentários:

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...


@ Gaspar Lança

parabéns! pelo (feliz) regresso :D

abr@ço
Miguel | Tomo II

Autogolo disse...

Boa tarde,

Hoje falasse da possibilidade de mais um português ir para o Monaco.
Chamasse Raphael Guerreiro e está atualmente no Caen.